quinta-feira, 8 de maio de 2008

Israel comemora 60 anos de existência

Israel completa 60 anos como Estado Independente. Foram 60 anos de lutas que vão continuar. Os Palestinianos e a nação Árabe por um lado, e a nação Hebraica por outro, não desistem desta luta. À luz da História, vencerá o mais forte, a parte que conseguir manter esta determinação de luta. Sempre foi assim! A justiça, como sempre foi, pertence ao mais forte.

Infelizmente, parte da nação metropolitana portuguesa não foi merecedora do grande momento histórico que vivíamos no ante-25 de Abril e o resultado foi a traição, o abandono do Ultramar e das suas gentes ao inimigo, aos soviéticos e americanos e ao grande capital. Como a História demonstrou, apenas 15 anos depois do golpe, como um tigre de papel, ruía o monstro soviético.
Que não se justifique a derrota (como traição que foi) com os "Ventos da História". Os povos valorosos fazem com que os ventos soprem na direcção das suas vontades colectivas. O golpe abrilino aconteceu precisamente por o inimigo estar completamente derrotado nas frentes de combate de África.

Rui Moio


Israel comemora 60 anos de existência

via RTP Vídeo / Mundo em 08/05/08
photoMuito fogo de artifício, música e dança marcaram as celebrações. Um país que nunca conheceu a paz, e que ao longo dos anos conheceu altos e baixos no relacionamento e convivência com os seus velhos inimigos árabes.

1 comentário:

Sol do Deserto disse...

Comemorar... o quê?

O estado judeu-terrorista de Israel tá comemorando 60 anos de invasão,terrorismo,genocídio contra o povo PALESTINO!

NÃO HÁ O QUE COMEMORAR

Semana que vem,
comemorar-se-ão os 60 anos
da independência de Israel,
com pomposo desperdício.

Esta semana, Israel mostrou-se cruel, obcecado.
Israel não soube aceitar
uma proposta de cessar-fogo.
E mandou soldados para Gaza,
-- mais um ataque brutal e sem sentido.

Israel recusa-se a assumir a responsabilidade
pelo assassinado de uma mãe
e seus quatro filhos.

Os que amem Israel
e preocupem-se com a imagem
e com o futuro de nosso país
nada têm o que comemorar, nem têm do que se orgulhar.

Mas muitos ainda não perdemos a esperança
de viver num país
que não nos envergonhe.

(publicado no jornal Haaretz, 2/5/2008)
GUSH SHALOM P.O.Box 3322,
Tel-Aviv 61033.www.gush-shalom.org
info@gush-shalom.org
20 minutos atrás
Fonte(s):
http://prod.brasil.indymedia.org/en/blue...
http://bbaronti.blogspot.com/2008/05/no-h-o-que-comemorar.html

Related Posts with Thumbnails