sexta-feira, 27 de novembro de 2009

AUTOCARROS EM MACAU

via CAMBETA BANGKOK MACAU O MAR DO POETA by MACAU BANGKOK O MAR DO POETA on 11/26/09
Quando o articulista chegou a Macau nos anos 60's, havia já a circularem em Macau autocarros, pertencentes à Companhia Fok Kei. A sua estação central se situava junto ao Pagode da Barra.
Os autocarros utilizados neram velhos, sem portas, sem ar condicionado, aliás até o havia, o ar natural, podia-se fumar e transportar todo o tipo de mercadorias, havia uma revisora que recebia o dinheiro e entregava um bilhetinho, o custo esse era de 0.10 avós. As rotas eram poucas e parte da cidade de Macau nao era servida de autocarros.


Por essa altura era ainda muito popular o uso de triciclo, Sam Lam Ché, bicicletas táxis e táxis propriamente ditos.

O mesmo acontecia nas Ilhas da Taipa e de Coloane, onde havia igualmente uma rede de autocarros, para ser mais explicito, havia um em cada uma das ilhas, utilizam autocarros velhos, e as carreiras efectadas na Ilha da Taipa eram só da Ponte Cais até à vila.

Em Coloane, e para não variar o tipo de autocarro usado era igualmente velho, nunca o articulista ficou a saber o nome dessas companhias.

Porém, numa das muitas viagens que efectuou entre a Vila de Coloane e Ká-Kó teve por companhia um porco, vários sacos de arroz e outras iguarias desse género, bem! tempos que já lá vão!...

Nos dias de hoje circulam em Macau vários autocarros de todos os tipos e feitios, cujas rotas abrangem quase a total do Território, através das companhias TRANSMAC E TCM.



Transmac (Macau)

Transmac ou Transportes Urbanos de Macau SARL (Cantonense: 澳門新福利公共汽車有限公司) é uma das empresas responsáveis pelo transporte urbano em autocarros na Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China. As suas operações estendem-se também às cidades Guangzhou, Foshan, Xinhui e Wuhu em China. .

A sua frota é composta por veículos Mercedes-Benz Vario minibus (de 1997), Dennis Dart (de 1995), Mitsubishi Fuso e Rosa (fabricados a partir de 1988), Dennis Dart SLF (de 2004) e King Long/Higer (de 2006).


A Companhia de Autocarros Fok Lei foi fundada no ano de 1948, tendo no ano de 1988 sido totalmente remodelada e passando a denominar-se SAN FOK LEI, companhia de TRANSPORTES URBANOS de MACAU S.A.R.L , TRANSMAC.

Esta companhia utiliza uma variada gama de autocarros que vão deste os velhos Bristol até aos meodernos Mercedes Benz.

Deixou de haver revisoras, ou cobradoras, passando em seu lugar a existir uma caixa onde se coloca a quantia exacta a cobrar pela viagem, bem como uma máquina electronica de leitura de cartões, cobrando a quantia pela viagem.

Existem três tipos de cartões actualmente, os cartões vulgares, os cartões de estudantes e cartões de idosos.

O preço cobrado por uma viagem dentro da cidade de Macau e pago a dinheiro vivo, é de 3.20 patacas, se for pago com cartão normal é de 2.00, estudantes 1.50 patacas e os idosos somente 0.30 avos da patacas.


Os serviços prestados por esta companhia não são 100% perfeitos e muita coisa terá que ser alterada, tais como uma maior frequência de autocarros na horas de ponta, é feito é certo, mas somente em determinadas rotas, as rotas 6 e 28-C , somente da San Fok Lei, que serve o Hospital Central Conde de S.Januário, durante a manhã e no periodo da tarde, tem muita procura, mas a frequência dos autocarros deixa muito a desejar e quando vem as pessoas entram ficam como sardinhas na lata, na sua maioria pessoas idosas que necessitam de ir ao hospiatl terem consultas médicas ou tratar de assuntos de urgência,mas enfim, Macau Sã assim...

É certo que existem mais carreiras para o Hospital são o H1, efectuadas por ambas as companhias de autocarros,mas o seu trajecto, não servem nem 1/4 da população de Macau.




A SOCIEDADE DE TRANSPORTES COLECTIVOS DE MACAU. S.A.R.L., TCM, em chinês OU BÁ, antigamente era uma companhia marítima denominada "COMPANHIA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS ENTRE MACAU E ILHAS".

No ano de 1974 foi inaugurada a Ponte General Nobre de Carvalho que passou a ligar a cidade de Macau à Ilha da Taipa, tornando esta ilha um polo de desenvolvimento, porém a Companhia de Transportes de Passageiros Entre Macau e Ilhas, começou a entrar em declinio, devido à pouca procura de seus serviços.

Mas, novas oportunidades teria pela frente, e, desejando acompanhar o progresso que se fazia sentir nessa altura, adquiriu uma moderna frota de autocarros.

Na decada dos anos 80's Macau teve um rápido crescimento económico e populacional, e o governo de então decidiu incentivar e melhorar os serviços de transportes públicos de autocarros.

No ano de 1986 a Companhia de Transportes de Passageiros Entre Macau e Ilhas, foi alvo de uma reorganização profunda, passando a denominar-se SOCIEDADE DE TRANSPORTES COLECTIVOS DE MACAU, S.A.R.L, sigla TCM, dando por fim às suas actividades das carreiras marítimas.


Com a entrada em funcionamento da TCM, terminava o monopólio por parte da TRANSMAC, quem ficou a lucrar com tudo isso foi a população do território, que passou a usuferir de mais rotas e mais autocarros. Sendo o preço o mesmo praticado por ambas as companhia de autocarros.
Com o decorrer dos tempos o governo de Macau alterou os regulamentos e os contratos com ambas as companhias, às quais atribui novos contratos que terminam no dia 14 de Outubro de 2010.

A Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) abriu concurso público afim de atrair novas concessionárias, e, ontem, dia 25 de Novembro de 2009, a TRANSMAC, TCM e uma nova comaponhai denominada REOLIAN, apresentaram as suas propostas, porém, a TCM o fez às 16,58 horas quando o prazo limite era às 17.oo horas, como tal dentro do limite estipulado, recebendo um recibo comprovativo da hora da entrega dos documentos, que os responsáveis depois se recuram a credenciar alegando que a TCM tinha feito entrega dos documentos 4 minutos depois da hora extipulada.

A TCM irá recorrer, veremo no que dai resultará, se a TCM for excluida termina, desta forma abrusta e polémica, aos seus serviços que vem prestando desde à 20 anos.
Votos faço para que ambas as partes entrem em acordo e que o problema possa superado, quando à haver mais uma companhia de autocarros em Macau será bemvinda, pois dessa froma a população do Território passará a ter mais uma alternativa e a concorrência só irá benificiar os utentes, principalmente os idosos, que com o seu cartão podem utilizar todas as companhias mantendo as mesmas regalias.
Para o bem da população de Macau tudo o que vier de bom é um bem. Que o governo de Macau continue com a sua política de entre ajuda é o principal, pois muito está fazendo nessa área e se a melhorar ainda melhor para todos nós.
Votos formulo para que as novas concessionárias de transportes públicos de Macau, criem condições para os seus profissionais, dando-lhes condições dignas de trabalho, e acabem de vez com as mesas ao ar livre onde tomam as refeições e que criem casas de banhos nos terminais, dando assim ua imagem mais digna aos seus trabalhadores.

2 comentários:

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA disse...

Exmo. Senhor RUI MOIO,
Esta agora me apanhou de surpresa, sim senhor gostei do que publicou.
Eu por ca continuo com esse blog, e esteja a vontade para publicar os artigos que achar por bem, ou se sejam de interesse.
Um optimo Natal com muita Saude, Paz e Amor.
De Bangkok com amizade

Rui Moio disse...

Olá António Cambeta

Obrigado pelo seu comentário. Há dias descobri o seu bonito post sobre os autocarros em Macau... e, hoje, por via do seu comentário, descobri que também tem um blogue de poesia, o
ALENTEJANOCAMBET... Vou visitá-lo!...
Também tenho um blogue de poesia, chama-se Sentires Sentidos.
http://sentirsentidos.blogspot.com

Um abraço e até sempre

Related Posts with Thumbnails